Furacão e Tempestade atingem Tomar esta noite

Todo os efeitos do Furacão Leslie, que atingirá a península sob a forma de tempestade sub-tropical são potenciados pela entrada de uma depressão advinda do Atlântico noroeste, carregada de humidade e com ar mais frio, que aquele que é transportado pela tempestade com origem no furacão Leslie.

A Proteção civil nacional, enviou o aviso aqui publicado. A nível municipal não há, até às 10h00 deste sábado, dia 15/10/2018, qualquer informação ou aviso ⚠️

AVISO À POPULAÇÃO
CONDIÇÕES METEOROLÓGICAS ADVERSAS

AUTORIDADE NACIONAL DE PROTEÇÃO CIVIL

1. SITUAÇÃO
A situação meteorológica que irá condicionar o território continental português é ainda muito incerta, nomeadamente quanto à trajetória da depressão Leslie e aos efeitos que a mesma produzirá em relação a vento, precipitação e agitação marítima. Espera-se que as condições dos estados do tempo e do mar se agravem a partir das 19:00 horas de sábado, 13-10-2018, atingindo-se o pico mais crítico entre as 00:00 horas e as 06:00 horas de domingo, para o vento, as 01:00 horas e as 16:00 horas de domingo para a precipitação, as 03:00 horas e as 12:00horas de domingo, para a agitação marítima. O território continental português será afetado muito provavelmente em toda a sua extensão geográfica, não sendo possível ainda indicar com precisão as áreas de maior impacto dos fenómenos meteorológicos.
É essencial recomendar especial cuidado com o vento, por precaução, na medida em que, podendo soprar forte nalgumas regiões, pode contribuir sobremaneira para a evolução rápida dos incêndios rurais que venham a verificar-se.

2. EFEITOS EXPECTÁVEIS

Face à situação acima descrita, poderão ocorrer os seguintes efeitos:
 Danos em estruturas montadas ou suspensas;
 Possibilidade de queda de ramos ou árvores em virtude de vento mais forte;
 Possíveis acidentes na orla costeira;
 Dificuldades de drenagem em sistemas urbanos, nomeadamente as verificadas em períodos de preia-mar, podendo causar inundações nos locais historicamente mais vulneráveis;
 Piso rodoviário escorregadio e eventual formação de lençóis de água e gelo;
 Possibilidade de cheias rápidas em meio urbano, por acumulação de águas pluviais ou insuficiências dos sistemas de drenagem;
 Possibilidade de inundação por transbordo de linhas de água nas zonas historicamente mais vulneráveis;
 Inundações de estruturas urbanas subterrâneas com deficiências de drenagem;
 Fenómenos geomorfológicos causados por instabilização de vertentes associados à saturação dos solos, pela perda da sua consistência.

3. MEDIDAS PREVENTIVAS

A ANPC recorda que o eventual impacto destes efeitos pode ser minimizado, sobretudo através da adoção de comportamentos adequados, pelo que, e em particular nas zonas historicamente mais vulneráveis, se recomenda a observação e divulgação das principais medidas de autoproteção para estas situações, nomeadamente:
 Garantir uma adequada fixação de estruturas soltas, nomeadamente, andaimes, placards e outras estruturas suspensas;
 Ter especial cuidado na circulação e permanência junto de áreas arborizadas, estando atento para a possibilidade de queda de ramos e árvores, em virtude de vento mais forte;
 Ter especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas historicamente mais vulneráveis a galgamentos costeiros, evitando a circulação e permanência nestes locais;
 Não praticar atividades relacionadas com o mar, nomeadamente pesca desportiva, desportos náuticos e passeios à beira-mar, evitando ainda o estacionamento de veículos muito próximos da orla marítima;
 Garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento das águas;
 Adotar uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a possível acumulação de neve e formação de lençóis de água nas vias;
 Não atravessar zonas inundadas, de modo a precaver o arrastamento de pessoas ou viaturas para buracos no pavimento ou caixas de esgoto abertas;
 Estar atento às informações da meteorologia e às indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança.”

Anúncios

Feira de Santa Iria em risco

Dado o seguinte aviso do Instituto de Meteorologia, o risco inerente à manutenção em funcionamento da Feira de Santa Iria, durante a noite deste sábado – dia 13 de outubro, é elevado.

Deveria ser equacionado, pelo Município de Tomar, o promotor da Feira, o seu encerramento, pelo menos a partir das 20h00, de forma a mitigar o risco para as pessoas, sendo certo que não é inexpectavel a destruição de coberturas e de equipamentos mais leves, dada a intensidade do vento prevista.

**Instituto Português do Mar e da Atmosfera – Avisos Santarém e Leiria**

Laranja
*Vento*
Vento forte a muito forte com rajadas ate 120 km/h.

Válido entre *2018-10-13 17:59:59* e *2018-10-14 05:59:59 (hora
UTC)*

Amarelo
*Precipitação*
Precipitacao por vezes forte, podendo ser acompanhada de trovoada.

Válido entre *2018-10-13 20:59:59* e *2018-10-14 08:59:59 (hora
UTC)*

Fim de semana (16 a 19 agosto) mais quente

Previsão BestWheather

:::: Aproximam-se dias MAIS QUENTES, a partir da próxima 6ª feira ::::

Para o final desta semana e seguinte, teremos um padrão caracterizado pela
entrada de massas de ar mais quentes, sobre a Península Ibérica, enquanto que, a oeste e sobre o Atlântico, tenderemos a observar a passagem de massas de ar mais frias.

Com esta configuração, esperamos diversos dias de temperaturas, em geral, altas no Interior e Algarve, com máximas da ordem dos 40ºC e poucos, enquanto que, na faixa costeira ocidental, irão alternar-se, dias de tempo mais quente, com dias um pouco mais frescos e ventosos.

Em Tomar as temperaturas subirão gradualmente até domingo, dia 19 de agosto, podendo atingir valores próximos dos 40 graus.

Temperatura abaixo do normal durante o resto do mês

Depois do excepcional período de tempo anormalmente quente, entre 2 e 5 de agosto, prevê-se que as próximas três semanas tenham temperaturas abaixo do normal para Agosto.

Decididamente este verão, fresco, vai-se manter, como acontece desde junho. As previsões europeias não permitem avançar com cenários para setembro.

Na precipitação total semanal, nas semanas de 13/08 a 19/08, de 20/08 a 26/08, de 27/08 a 02/09 e de 03/09 a 09/09, não é possível identificar a existência de sinal estatisticamente significativo.

Na temperatura média semanal, prevêem-se valores abaixo do normal, para a região sul, nas semanas de 13/08 a 19/08 e de 20/08 a 26/08, e para as regiões centro e sul, na semana de 27/08 a 02/09. Na semana de 03/09 a 09/09, não é possível identificar a existência de sinal estatisticamente significativo.

Toda a previsão pode ser lida aqui

CALOR EXTREMO PREVISTO PARA OS PRÓXIMOS DIAS EM TOMAR

Os próximos 4 a 6 dias, constituem uma fase do habitual "Suão", tempo muito quente, que habitualmente ocorre entre 20 de julho e 10 de agosto, alimentado por ar muito quente advindo do Norte de África, arrastando habitualmente poeiras, o qual leva a noites muito quentes e a dias com temperaturas extremas.

Tomar tem como temperatura máxima histórica o registo de 44,5ºC, não sendo de excluir a sua ultrapassagem, especialmente na zona noroeste do Concelho – no eixo que começa em Cem Soldos, atravessa Carregueiros / Sabacheira / Pedreira e Além da Ribeira.

Segundo o site BestWheather (https://www.facebook.com/bestweather.pt/), os riscos de temperaturas extremas são efetivos, entre a região de Tomar-Ourém e Esposende, incluindo todo o litoral a sul desse concelho do Minho e a Nazaré, na região Oeste.

:::: TEMPO EXTREMO nos próximos dias :::::

Acompanhando a pluma de ar extremamente quente, na quinta (2) e sexta feira (3), teremos a passagem de uma ÁREA de INSTABILIDADE nas camadas altas da troposfera, vinda dos trópicos.

Nestas condições, são possíveis trovoadas isoladas ou algum aguaceiro, que dadas as condições termodinâmicas poderão causar downbursts e heatbursts (rajadas intensas acompanhadas por picos nas temperaturas) – caso que terá ocorrido em Pedrógão Grande em junho do ano passado, por exemplo.

Sábado (4) e domingo (5), esperamos um ambiente de novo estável com temperaturas que poderão subir até mais alguns graus, em especial, no Interior, segundo alguns modelos.

As temperaturas máximas poderão atingir os 45-48ºC, em alguns locais, com valores noturnos que poderão nem descer dos 30ºC.

BestWeather – Home | Facebook
http://www.facebook.com
BestWeather, Lisbon, Portugal. 65,117 likes · 3,444 talking about this. Previsões Meteorológicas Personalizadas e de Qualidade

**Tempo muito quente**

Informação Meteorológica – Instituto Português Meteorologia e Ambiente

Comunicado válido entre 2018-07-27 17:58 e 2018-08-04 23:59

Tempo muito quente

Para os dias 1 e 2 de agosto, prevê-se uma subida acentuada de temperatura, mantendo-se valores muito elevados até final da semana na generalidade do território.Assim, os valores da temperatura máxima estarão muito acima dos valores normais para a época, próximos de 40°C, com exceção da costa sul do Algarve, onde serão entre 30 e 35°C.

No interior do Alentejo, Vale do Douro e do Tejo e Beira Baixa, a temperatura máxima deverá atingir valores da ordem dos 45°C, podendo ser alcançados máximos absolutos em vários locais. Os valores da temperatura mínima têm igualmente tendência para uma
subida gradual, atingindo no final da semana valores próximos de 25°C em grande parte do território, aproximando-se dos 30°C em alguns locais do interior Centro e Sul, em especial no Alto Alentejo.

Prevê-se que poeiras em suspensão provenientes do norte de África afetem a região Sul a partir de dia 1 de agosto, traduzindo-se num tom amarelado do céu.Para mais detalhes sobre a previsão meteorológica para os próximos dias consultar:

http://www.ipma.pt/pt/otempo/prev.descritivahttp://www.ipma.pt/pt/otempo/prev.significativa

(Previsão das temperaturas do ar a 1000 metros de altitude, sendo que à superfície ao nivel do mar serão sempre 6°C superiores)

Tomar em AVISO VERMELHO para temperatura elevada nesta Quinta (2/agosto)

O concelho de Tomar, encontra-se em aviso VERMELHO, para temperatura elevada entre as 9h00 de quinta-feira (2/agosto) e as 6h00 de sexta-feira 3/agosto).

Face à previsão da evolução das condições meteorológicas, prevê-se para os próximos dias condições favoráveis à eventual ocorrência e elevada propagação de incêndios rurais. Assim, a Proteção Civil lembra que não é permitido: 1.Realização de queimadas, de fogueiras para recreio ou lazer, ou para confeção de alimentos; 2.Utilização de equipamentos de queima e de combustão destinados à iluminação ou à confeção de alimentos; 3. Queimar matos cortados e amontoados e qualquer tipo de sobrantes de exploração; 4. O lançamento de balões com mecha acesa ou qualquer outro tipo de foguetes; 5. Fumar ou fazer lume de qualquer tipo nos espaços florestais e vias que os circundem; 6. A fumigação ou desinfestação em apiários com fumigadores que não estejam equipados com dispositivos de retenção de faúlhas. Não se esqueça: Portugal sem fogos depende de todos.

Tomar atinge os 42 graus no início de Agosto

Subida da temperatura na próxima semana – ultrapassado os 40 graus em Tomar

Nos próximos dias o estado do tempo não deverá sofrer alterações
significativas, com nebulosidade durante a madrugada e manhã, a persistir em especial no litoral das regiões Norte e Centro e com o vento a aumentar de intensidade durante a tarde, em especial no litoral e nas terras altas.

A temperatura tem tendência para uma ligeira descida durante o fim-de-semana.A partir de segunda-feira, apesar de ainda se prever alguma nebulosidade matinal, há tendência para uma pequena subida da temperatura, que se acentua a partir de quarta-feira.

Assim para o fim da próxima semana prevê-se que a temperatura máxima esteja acima dos valores normais para a época, isto é, acima de 30 °C em todo o território e atingindo valores superiores a 40 °C no interior do Alentejo, Vale do Tejo e Beira Baixa.

Os valores da temperatura mínima têm também tendência para uma subida gradual, atingindo no final da semana valores próximos ou superiores a 20 °C em todo o território.

Em Tomar, espera-se uma subida dos 29 graus de terça-feira (dia 31/7), para os 42 graus de quinta-feira (dia 2/8).

O risco de incêndio irá aumentar e a partir de terça-feira, será sempre superior a 4 – muito elevado.

Espera-se que o dispositivo de combate passe para o Estado de prontidão Amarelo/Laranja, durabt estes dias.

@IPMA, dados e gráfico
@Luis Ferreira, análise técnica

Muito calor e algum vento leste neste início de semana

É expectável que a temperatura máxima no Concelho de Tomar, possa atingir neste segunda-feira valores próximos dos 40 graus.

Dado que se espera uma corrente de vente de Leste, qualquer ignição poderá ter consequências imprevisíveis, pelo que o alerta é TOTAL, devendo todos seguirem à risca as determinações da Proteção Civil e atuarem de imediato face à qualquer acostamento de fogo, ligando 117.

Nota: só na quarta-feira, dia 20/6, se espera um arrefecimento mais significativo.

Enviado do meu iPhone

Primeiro alerta de risco elevado de incêndio

Na sequência da informação meteorológica para os próximos dias, a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) emitiu um aviso à população referente ao aumento do perigo de incêndio florestal de hoje até quinta-feira.

Assim, está previsto um período de tempo seco, com subida de temperatura para valores na ordem dos 30ºC, vento moderado e a redução dos valores referentes à humidade relativa do ar, com efeitos expectáveis de ocorrência e propagação de incêndios florestais.

Recorde-se que, para os locais onde o índice de risco temporal de incêndio seja superior ao nível ELEVADO, não é permitido a realização de queimadas, nem de fogueiras para recreio ou lazer, ou para confeção de alimentos; a utilização de equipamentos de queima e de combustão destinados à iluminação ou à confeção de alimentos; queimar matos cortados e amontoados e qualquer tipo de sobrantes de exploração; o lançamento de balões com mecha acesa ou qualquer outro tipo de foguetes; fumar ou fazer lume de qualquer tipo nos espaços florestais e vias que os circundem; a fumigação ou desinfestação em apiários com fumigadores que não estejam equipados com dispositivos de retenção de faúlhas.

Face às condições meteorológicas previstas, recomenda-se ainda alguns cuidados a ter na realização de trabalhos agrícolas e florestais, nomeadamente: redobrar as condições de segurança em casos de utilização legal de uso do fogo que, contudo, não é aconselhável ser utilizado; manter as máquinas e equipamentos limpos de óleos e poeiras; abastecer as máquinas a frio e em local com pouca vegetação; ter cuidado com as faíscas durante o seu manuseamento, evitando a sua utilização nos períodos de maior calor.

A ANPC recomenda a adequação dos comportamentos e atitudes face à situação de perigo de incêndio florestal, nomeadamente com a adoção das necessárias medidas de prevenção e precaução, observando as proibições em vigor e tomando especial atenção à evolução do perigo de incêndio para os próximos dias, disponível nos sítios da internet da ANPC e do IPMA, bem como no facebook da Proteção Civil em Tomar.