Alerta Laranja para temperatura elevada no Distrito neste domingo e segunda-feira

O dispositivo Nacional – DECIF, está em alerta vermelho, com o estado de calamidade ativado até às 24H de segunda-feira, dia 21 de agosto.

Com o Plano Municipal de Emergência do Concelho de Tomar automaticamente ativado, desconhece-se qual o grau de alerta para o Concelho, uma vez que a sua Comissão Municipal de Proteção Civil não reuniu, nem há qualquer informação pública sobre tal.

Recorda-se que, nos últimos anos o Plano Municipal de Emergência só foi ativado no decurso do Tornado de dezembro de 2010, em Julho de 2011 e de 2015, para efeitos da Festa dos Tabuleirros, com níveis de alerta bem determinados e informação pública veiculada.

**Instituto Português do Mar e da Atmosfera – Avisos Santarém**

Laranja
*Tempo Quente*
Persistencia de valores elevados da temperatura maxima.

Válido entre *2017-08-20 05:36:00* e *2017-08-21 20:59:59 (hora
UTC)*

Amarelo
*Tempo Quente*
Persistencia de valores elevados da temperatura maxima.

Válido entre *2017-08-21 20:59:59* e *2017-08-22 20:59:59 (hora
UTC)*

Mais informação sobre os avisos no portal do Instituto Português
do Mar e da Atmosfera <http://www.ipma.pt/pt/html_sam.jsp>

Enviado do meu iPhone

Anúncios

Período crítico de incêndios começou hoje, dia 22 de Junho

Foi hoje publicado a Portaria n.º 195/2017, de 22 de junho

Estabelece que, no ano de 2017, o período crítico no âmbito do Sistema de Defesa da Floresta contra Incêndios, vigora de 22 de junho a 30 de setembro.

Assim, a partir de hoje, independentemente do estado do tempo, é SEMPRE proibido fazer fogo ou fumegar do espaço florestal.

https://dre.pt/web/guest/home/-/dre/107549784/details/maximized

Onda de calor e todos os records batidos nos primeiros 20 dias de Junho

Os primeiros 20 dias do mês de junho têm sido caracterizados por valores altos da temperatura máxima, muito superiores aos valores normais para este mês, em particular a partir do dia 7, devido a uma massa de ar muito quente e seca, com destaque para os dias 17 e 18 de junho, nos quais foram ultrapassados os anteriores máximos de temperatura máxima para este mês, em quase todo o território com exceção das regiões litoral Norte e Centro.

No período de 1 a 20 de junho, o valor médio da temperatura máxima do ar em Portugal continental foi de 31.2 °C, valor superior ao normal em 5.8 °C.

O valor médio da temperatura média foi de 23.3 °C, cerca de 3.9 °C superior ao normal; o valor médio da temperatura mínima do ar de 15.5 °C foi 2.0 °C superior ao valor normal.

O dia 17 de junho foi o mais quente, com 29.4 °C de temperatura média (+10.0 °C em relação ao normal); 39.1 °C de temperatura máxima (+13.8 °C em relação ao normal) e 19.7 °C de temperatura mínima (+6.2 °C em relação ao normal).

A noite mais quente ocorreu no dia 19, valor de temperatura mínima de 20.1 °C, com um desvio de +6.6 °C (em relação ao normal do mês de junho).

A 6 e 7 de junho observou-se o início de uma onda de calor registada nas estações meteorológicas da faixa mais interior do País, a partir do dia 10 e 11 de junho essa onda de calor abrangeu as restantes regiões do interior do território e a partir do dia 15 alguns locais da região de Lisboa e Vale do Tejo e interior do Baixo Alentejo.

De acordo com o índice meteorológico de seca PDSI , a 18 de junho mantém-se a situação de seca meteorológica em Portugal Continental, verificando-se, em relação a 31 de maio, um agravamento em todo o território, com o aumento das áreas nas classes de seca severa e extrema.

A 18 de junho cerca de 80% do território estava em seca meteorológica severa e extrema.

Neste domingo foi batido o record da temperatura média diária em Tomar

Desde que há registos, na estação metereologica de Tomar, a temperatura atingida neste domingo dia 18 de Junho de 2017, registou a temperatura média diária mais elevada de sempre: 31,2 graus.

A temperatura média diária é obtida pela média de todos os registos obtidos num determinado dia, entre as 00h00 e as 24h00, e os registos médios superiores a 30 graus são raríssimos.

A título de exemplo, desde 2010, onde estão concentrados os anos mais quentes das últimas décadas, só por 5 vezes a temperatura média diária em Tomar foi superior a 30 graus. Uma vez no mês de Julho e outra no mês de agosto de 2010, uma vez no mês de Julho de 2013 e duas vezes neste mês de Junho de 2017, precisamente neste sábado (30,3) e domingo (31,2).

Nunca, até hoje, havia registo de dois dias seguidos em Tomar, com temperatura média diária superior a 30 graus, que foi atingido neste fim de semana.

Mesmo a máxima registada no sábado, dia 17 de Junho, de 42,6 é um dos valores mais elevados de sempre e nunca tinha sido atingida essa temperatura no mês de Junho.

Aviso VERMELHO para Distrito de Santarém

> **Instituto Português do Mar e da Atmosfera – Avisos Santarém** >
> Vermelho
> *Tempo Quente*
> Persistencia de valores elevados da temperatura maxima.
>
> Válido entre *2017-06-17 09:59:59* e *2017-06-18 20:59:59 (hora > UTC)*
>
> Laranja
> *Tempo Quente*
> Persistencia de valores elevados da temperatura maxima.
>
> Válido entre *2017-06-18 20:59:59* e *2017-06-19 20:59:59 (hora > UTC)*

Aviso laranja para Calor Extremo, neste sábado e domingo

O concelho de Tomar irá estar em
Aviso Laranja (o segundo mais elevado), para valores persistentes extremos de temperatura máxima, nos próximos dias 17 e 18 de Junho (sábado e domingo).

Nos anos anteriores já por duas vezes a temperatura máxima em Tomar, no mês de Junho, atingiu valores superiores a 39 graus, precisamente a 25/6/2011 com 39,9 e a 20/6/2015 com 39,3, sendo muito comuns dias de Junho com mais de 35 graus de temperatura máxima.

No entanto, nestes dias poderão ser atingidas temperaturas máximas superiores a 40 graus.

> **Instituto Português do Mar e da Atmosfera – Avisos Santarém** >
> Laranja
> *Tempo Quente*
> Persistencia de valores elevados da temperatura maxima.
>
> Válido entre *2017-06-16 11:59:59* e *2017-06-18 20:59:59 (hora > UTC)*
>
> Amarelo
> *Tempo Quente*
> Persistencia de valores elevados da temperatura maxima.
>
> Válido entre *2017-06-16 05:37:00* e *2017-06-16 11:59:59 (hora > UTC)*

Aviso amarelo para tempo muito quente de 15 a 18 junho

Previsão Especial Tempo Quente Continente 15 a 18 junho

**Previsão Especial Tempo Quente Continente 15 a 18 junho**

Informação Meteorológica Comunicado válido entre 2017-06-14
16:12 e 2017-06-18 23:59

Previsão Especial Tempo Quente Continente

15 a 18 junho

Devido a uma massa de ar muito quente transportada na
circulação conjunta de um anticiclone localizado a noroeste da
Galiza e de um vale depressionário que se estende desde o norte de
África até à Península Ibérica, prevêem-se temperaturas
elevadas, em especial a máxima, pelo menos até domingo.

Os valores
da temperatura máxima irão variar, na generalidade do território,
entre 30 e 36ºC, com exceção de alguns locais do interior, onde se
poderão atingir valores entre 37 e 40ºC, e da faixa costeira a norte
do Cabo Raso, onde as temperaturas não deverão ultrapassar 26ºC,
aproximadamente.

Entre os dias 16 e 18, a temperatura máxima poderá atingir valores entre 40 e 43ºC nas regiões do interior e entre 35 e 39 ºC nas regiões do litoral. A temperatura mínima irá subir gradualmente esperando-se, a partir do dia 17, valores da ordem de
20-22ºC em quase todo o território, podendo mesmo atingir 23/25ºC
em muitos locais, em especial do interior.

Nesta situação de tempo quente, destaca-se ainda a persistência de dias com temperaturas elevadas nas regiões do interior, tanto os valores da mínima como da máxima.Para mais detalhes sobre os avisos meteorológicos emitidos consultar: http://www.ipma.pt/pt/otempo/prev-sam/

Para mais detalhes sobre a previsão meteorológica para os próximos dias
consultar: http://www.ipma.pt/pt/otempo/prev.descritiva/http://www.ipma.pt/pt/otempo/prev.significativa

Qua, 14 Jun 2017 16:19:56

Ver localização no mapa <http://www.ipma.pt/pt/otempo/comunicados/>

Ler mais <http://www.ipma.pt/pt/geofisica/comunicados/>

**Por favor, não responda a este email
Este serviço é disponibilizado sem custos pelo Instiuto Português
do Mar e da Atmosfera Visite-nos no portal do Instituto Português do
Mar e da Atmosfera <http://www.ipma.pt/>

Esta mensagem foi-lhe enviada porque está inscrito nas listas de
divulgação do Instituto Português do Mar e da Atmosfera. Poderá
cancelar a inscrição <http://subscricoes.ipma.pt.pt/?p=unsubscribe>
, inscrever-se em mais listas
<http://subscricoes.ipma.pt/?p=subscribe>
ou alterar os seus dados <http://subscricoes.ipma.pt/?p=preferences>
**


Powered by PHPlist, www.phplist.com

Maio extremamente quente – Tomar mantem-se em seca

Mês de maio 2017 extremamente quente em Portugal continental

calor

O mês de maio de 2017 em Portugal continental foi extremamente quente em relação à temperatura do ar e normal em relação à precipitação.

Este foi o 3º mês de maio mais quente desde 1931, depois de 2011 e 2015. O valor médio da temperatura média do ar foi de 18.47 °C, +2.74 °C acima do valor normal. O valor médio da temperatura máxima do ar, 24.96 °C, foi o 2º mais alto desde 1931, com uma anomalia de +4.0 °C, e o valor médio da temperatura mínima 11.99 °C foi +1.49 °C acima do normal.

Ao longo do mês a temperatura apresentou grande variação, sendo de realçar valores muito altos da temperatura máxima do ar, muito superiores aos valores normais para o mês, nomeadamente a partir do dia 20. Os dias 23 a 25 foram os mais quentes, com valores de temperatura média superiores a 23 °C e valores médios de temperatura máxima superiores a 30 °C.

Os maiores valores da temperatura máxima do ar, ≥ 35 °C observaram-se nos dias 24 e 25.

No período de 20 a 27 de maio registou-se uma onda de calor nas regiões do interior Norte e Centro e Alentejo.

Em relação à precipitação o mês de maio classificou-se como normal, com um valor médio de precipitação em Portugal continental de 66.1 mm, o que corresponde a 93% do valor médio.

De acordo com o índice meteorológico de seca – PDSI, no final do mês mantém-se a situação de seca meteorológica em quase todo o território de Portugal Continental, verificando-se, em relação a 30 de abril, um desagravamento na região noroeste do território e um agravamento na região Sul, com o aumento da área em seca moderada. No final deste mês cerca de 70% do território estava na classe de seca moderada.

# ver resumo climatológico maio 2017
# http://www.meteotomar.info/jo/